Quer mais leituras?

Voltar

Dragão do Mar | Fortaleza, Ceará

O Centro Dragão do Mar de Arte e Cultura é um espaço de grande importância para a cultura do Ceará. Localizado em Fortaleza, capital do estado, o centro é um dos maiores do Brasil, com 30 mil metros quadrados de área, totalmente dedicados à arte e à cultura cearense.

O Dragão do Mar
O centro abriga museus, planetário, teatro, salas de cinema, anfiteatro, biblioteca, auditório, galerias, além da Praça Verde, com capacidade para receber mais de quatro mil pessoas e onde podem ser realizados shows nacionais e internacionais.

Exposições
Na nossa passagem pelo Dragão do Mar, a convite da Secretaria de Turismo do Estado do Ceará, vimos duas belíssimas exposições:

No Museu de Arte Contemporânea: Terra em Transe
Referendados pelo filme de Glauber Rocha, que dá nome à exposição, 53 fotógrafos brasileiros exibem retratos e autorretratos, do século 20 à atualidade, sob o prisma da arte, do folclore, da religiosidade, da política, do dia a dia, da sexualidade, embalados pelos acontecimentos nacionais – antigos e recentes. São imagens chocantes, instigantes que levam o visitante à reflexão.

Os Cãos de Jacobina
Sim, são “cãos” em vez de cães. Os Cãos de Jacobina são uma manifestação popular que, uma vez por ano, sai às ruas dessa cidade baiana, Jacobina, pintados de preto e com chifres. O enredo do grupo é que eles saem do cemitério e travam uma guerra com São Miguel. Em um dia, os anjos levam as almas do que morreram na guerra para o céu. No outro, os cãos levam para o inferno. Confesso que saí da exposição, digamos, impactada.

No Museu da Cultura Cearense: Vaqueiros
Essa mostra, que já extrapolou 15 anos de existência, explora o cotidiano do vaqueiro, essa personagem que é símbolo do sertão nordestino. A visita obedece a uma trajetória pontuada por objetos, equipamentos e acessórios do universo do vaqueiro, como a casa de taipa, o fogão à lenha, o quarto, o carro de boi – tudo ambientado num espaço de cores fortes, acobreadas, que traduzem o calor e a atmosfera do sertão.

Planetário
O planetário Rubens de Azevedo, localizado no espaço do Dragão do Mar, foi construído com tecnologia alemã, é o mais moderno da América Latina e um dos melhores do mundo. Trata-se do único planetário do Brasil a projetar o arco-íris, através de 20 projetores multimídia. O planetário tem capacidade para 90 pessoas e apresenta três sessões por dia. Cada uma delas, um verdadeiro espetáculo para os apaixonados por estrelas, planetas e nebulosas.

Nas noites de lua em quarto crescente, o planetário realiza a Noite das Estrelas, disponibilizando telescópios para os presentes observarem a lua e suas crateras, nebulosas, estrelas e planetas. O acesso é gratuito.

E quem é o Dragão do Mar?
Trata-se de um herói cearense, Francisco José do Nascimento, conhecido, também, como Chico da Matilde, símbolo do movimento abolicionista no estado. O Dragão do Mar, que nasceu em Canoa quebrada, dá nome a ruas, praças e instituições. Líder dos jangadeiros cearenses, o Dragão do Mar escreveu seu nome da história do estado, quando deflagrou a greve que paralisou o mercado de escravos, por 3 dias, no porto de Fortaleza, em 1881.

Depois de falar sobre Canoa Quebrada e o Dragão do Mar, no próximo post, o assunto é a Rota Verde do Café. Você sabia que o Ceará tem um dos melhores cafés do mundo?

Texto e Imagens: Jornalista Sônia Pedrosa, Blog Existe um Lugar no Mundo
Link: http://existeumlugarnomundo.com.br/dragao-do-mar-fortaleza-ceara/