Quer mais leituras?

Voltar

Hvar: a paradisíaca ilha croata

Com um pouco mais de 11 mil habitantes, Hvar, que se pronuncia alguma coisa parecida com Huar, é uma das 1244 ilhas da Croácia e um dos mais procurados destinos turísticos do país. Além de praias incríveis, Hvar tem história, arquitetura, belezas naturais e alguns patrimônios tombados pela Unesco. Hvar é o destino perfeito para férias em família ou para jovens em busca de diversão. Veja aqui, como chegar e aproveitar tudo de bom que a ilha de Hvar oferece.

Para chegar a Hvar
Depois de alguns dias em Split, seguimos na direção de Hvar, pela D8 até Drvenik e de lá pegar a balsa para Sucuraj – Hvar. Poderíamos pegar a balsa direto, de Split para Hvar, um caminho mais curto, mas preferimos pegar a estrada até a outra ponta da ilha para conhecer o litoral. E não nos arrependemos. A paisagem é maravilhosa. Preços e horários da balsa, você pode conferir aqui.

A ilha
Fundada no século 4 A.C., a ilha de Hvar é uma das mais bonitas de todo o Mar Adriático. Por isso, o turismo já está organizado por lá há mais de 150 anos. E a cada ano, o número de visitantes só aumenta. Além das praias incríveis, de pedras e águas verdes e transparentes, Hvar é conhecida pelos campos de lavanda que perfumam a ilha. A época de colheita é entre maio e junho.

A cidade de Hvar
Esta é a mais vistada das cidades de toda a costa dálmata. Em Hvar foi construído um dos primeiros teatros da Europa e a sua tradição de arte e cultura é de longa data. As principais edificações da cidade estão em torno da praça principal: Catedral de Santo Estêvão e seu campanário, a torre do relógio, a Galeria Cívica, o Palácio Hektorovic e o arsenal. O calçamento é em mármore e ali também estão vários restaurantes, bares e cafés.

Fortica Španjola
A Fortaleza de Hvar fica na colina mais alta da cidade e é do século 16. Ela foi construída para proteger a população dos ataques turcos e tem esse nome em função dos engenheiros espanhóis que participaram da obra. Já no século 19, foi atingida por um raio que caiu no estoque de pólvora, causando um grande incêndio. Mas, foi reconstruída e é hoje é o melhor mirante de Hvar.

As ruas de Hvar
Caminhar pela cidade, entrando e saindo de ruas estreitas, com piso de mármore e prédios de pedras é programa para uma tarde inteira, que deve terminar num dos bares ou restaurantes charmosos da cidade.

Riva
A Riva é o calçadão para os passeios de fim de tarde, conhecer artesanato e escolher, entre as muitas barraquinhas, sachês, sabonetes e outros produtos à base de lavanda – o produto local mais procurado pelos visitantes.

Stari Grad
Stari Grad, que significa cidade antiga, é uma das mais antigas da Europa. Fundada em 384 a.C., ela fica a 8 quilômetros da cidade de Hvar. Suas ruas estreitas e construções de pedra, sempre enfeitadas com flores, chamam a atenção dos visitantes que acabam elegendo Stari Grad como a cidade mais bonita da ilha.

Artesanato
Quem pensa que é só a lavanda que a gente leva da ilha como recordação está enganado. Em Stari Grad, especialmente, encontramos um artesanato lindíssimo. Muito trabalho em madeira e vidro, verdadeiras obras de arte que os artistas locais produzem e vendem em lojinhas charmosas ou em barraquinhas, nas ruas.

Praias
Pláz Pokonji dol é reconhecida como uma das mais bonitas da ilha de Hvar. Chegamos a Pláz Pokonji dol meio por acaso, contornando o litoral em busca de uma praia linda e sossegada. E encontramos. Ela fica a uns 10 quilômetros, saindo do porto de Hvar. A praia é de pedra e a água é incrivelmente verde e transparente. Nesse caso, é melhor nunca esquecer de usar um sapatinho especial para proteger os pés.

Hvar: quanto tempo ficar
Para conhecer a ilha e aproveitar os bons momentos, as praias e as paisagens que ela oferece, a gente recomenda, pelo menos, 2 dias inteiros.

Onde ficar, na Ilha de Hvar
É importante reservar hotéis, pousadas ou apartamentos na ilha de Hvar com antecedência. Na alta estação, a ilha fica lotada e as opções mais em conta são logo reservadas. E como a cidade Hvar tem preços mais altos, a opção é escolher a hospedagem em cidadezinhas próximas, como a que escolhemos ficar: Jelsa.

Texto e Imagens: Jornalista Sônia Pedrosa, Blog Existe um Lugar no Mundo
Link: http://existeumlugarnomundo.com.br/hvar-a-paradisiaca-ilha-croata/